Uncategorized

O dia do Juízo

Há alguns meses recebi, com alguma surpresa, a notificação de que estava sendo processado no âmbito cível por três estudiosas de uma universidade imensamente conceituada, uma das principais universidades federais do Rio de Janeiro.

As 3 doutas pesquisadoras conduzem um estudo inspirado no do GRUPO GAY DA BAHIA e com os mesmíssimos problemas metodológicos que este conduzido há décadas pelo antropólogo Luiz Mott.

Comecei a apresentar os dados que as tais acadêmicas divulgam Brasil afora como sendo de crimes motivados por ódio contra um grupo específico de “minorias” e a mostrar (da mesma maneira que faço em relação à pesquisa da ONG baiana) que o estudo conduzido por elas se trata, na verdade, de fake research, e que as mortes que elas listam e divulgam como tendo sido exemplos de mortes motivadas por preconceito e ódio contra membros da tal “minoria” que elas representam na verdade são mortes acidentais, suicídios por desilusão amorosa, mortes de membros de tal minoria que eram criminosos e morreram em trocas de tiros (com criminosos rivais ou contra policiais).

Ofendidas com o fato de eu ter demonstrado que elas vinham apresentando conclusões falsas em seu estudo acadêmico financiado com recursos públicos, elas entraram com ação contra mim e logo mais eu vou ter que prestar esclarecimentos ao magistrado de um Juizado Especial Cível do Rio de Janeiro.

Por enquanto estou proibido, por uma decisão liminar, de dizer que pesquisadoras e que pesquisa são estas, bem como de apresentar minhas provas inequívocas sobre a fraude contida em tal estudo.

Espero ser absolvido hoje a tarde (e neste caso prometo o maior de todos os posts da página, com vasta coleção de provas e elementos sobre tal estudo).

Se for condenado (o que é também possível) recorrerei e, neste caso, informo também sobre o que ocorreu em juízo.

Sou ateu, mas podem rezar por mim, que eu deixo.

[ATUALIZANDO]

Audiência foi: não senti um clima muito favorável, mas vamos esperar. Talvez eu nunca mais possa falar que pesquisa é aquela sobre a qual estou temporariamente proibido de comentar, juíza lembrou do risco de a página cair em definitivo.

Acontece.

Mas a decisão ainda não saiu.

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s