Uncategorized

Todo dia uma mentira do Grupo Gay da Bahia #68 a #72

Quando você ouve a Renata Vasconcellos dizendo que em 2017 morreram 445 pessoas vítimas de homofobia no Brasil, o que vem à sua mente? Um evangélico fundamentalista raivoso acertando a cabeça de um gay no meio da rua com uma barra de ferro e gritando “MORRA PECADOR! MORRA PECADOR!”?

Pois então, nesta página eu venho demonstrando que os números disseminados pela grande imprensa e por ativistas políticos na verdade se tratam de mortes bem diferentes daquelas em que se pensa intuitivamente ao ouvir que “centenas de pessoas morrem por ano devido a homofobia no Brasil”.

A principal ONG que fabrica estes números é o GRUPO GAY DA BAHIA (existem outras instituições que fazem pesquisas semelhantes, inclusive uma prestigiosa universidade federal cujas professoras estão me processando depois de eu ter provado por A + B que os dados que elas divulgam são falsos) e para chegar às várias centenas de casos anuais eles misturam coisas tão bizarras como morte de venezuelano na Espanha, morte por causas naturais no Reino Unido, morte de heterossexual em Portugal e morte por overdose e por causa desconhecida na Itália. Chamam tudo de morte motivada por homofobia no Brasil e os grandes jornais (inclusive o Jornal Nacional) disseminam a fraude.

Hoje vou tratar de alguns dos muitos casos de crimes ENTRE homossexuais, em que vítima e assassino eram gays, que foram usados pelo GRUPO GAY DA BAHIA em seu relatório fraudulento de crimes homofóbicos.

(Para conferir a listagem completa dos casos tratados pelo GRUPO GAY DA BAHIA como tendo sido crimes homofóbicos em 2014, clique aqui)

#68 Caso número 13 do relatório do GRUPO GAY DA BAHIA de 2014

Homem não identificado morto na cidade de Goianira, região metropolitana da capital de Goiás.

O homem era usuário de drogas, homossexual e foi morto a pedradas por outros dois homossexuais.

https://www.opopular.com.br/editorias/cidades/homem-%C3%A9-assassinado-a-pedradas-e-facadas-por-homossexuais-1.454857

#69 Caso número 220 do relatório do GRUPO GAY DA BAHIA de 2014

Travesti de 17 anos, assassinado com uma facada na altura do coração por outro travesti, com o qual tinha uma antiga rixa.

https://noticias.band.uol.com.br/cidades/noticias/?id=100000707496&t=travesti-de-17-anos-%C3%A9-morta-em-guarulhos

#70 Caso número 220 do relatório do GRUPO GAY DA BAHIA de 2014

Travesti Jonathas Macedo da Silva, conhecido como Jamille, foi morto a golpes de estilete por outro travesti. Ambos se prostituiam na cidade de Manaus e as testemunhas apontaram que o motivo do crime foi inveja devido ao grande número de clientes que Jamille conseguia.

http://d.emtempo.com.br/dia-a-dia/28652/travesti-e-assassinado-com-golpes-de-estilete-no-centro-de-manaus

#71 Caso número 148 do relatório do GRUPO GAY DA BAHIA de 2014

O travesti Sued José Nascimento Lima foi morto em Salvador, cidade em que fica sediado o GRUPO GAY DA BAHIA. O assassino foi o travesti conhecido como Patrícia Bracinho e a polícia informa que a motivação foi uma dívida em dinheiro.

https://noticias.r7.com/bahia/travesti-mata-colega-por-causa-de-dividas-no-bairro-da-calcada-28082015

#71 Caso número 3 do relatório do GRUPO GAY DA BAHIA de 2014

Thiago Henrique da Silva Macêdo matou Adilson Alfredo Bezerra a facadas. Ambos eram namorados e tiveram uma briga por ciúmes. O crime aconteceu no dia 04 de janeiro de 2014, em Toritama, Pernambuco.

#72 Caso número 244 do relatório do GRUPO GAY DA BAHIA de 2014

Joaquim Altino dos Anjos e Benedito eram namorados e viviam em São João da Serra. No dia 17 de outubro eles se desentenderam e Joaquim assassinou Benedito por meio de enforcamento.

https://www.gp1.com.br/noticias/homem-mata-namorado-enforcado-apos-discussao-360159.html

Foi com base em mortes como as acima que a jornalista Ana Cláudia Barros do portal de notícias R7 publicou uma matéria com a seguinte manchete:”Homofobia motivou um assassinato a cada 27 horas em 2014 no Brasil”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s