Não é apenas no Brasil que a realização recente de uma passeata de cunho político-ideológico tem sido fortemente criticada em função de ter contrariado os protocolos recomendados por organismos internacionais de saúde para a contenção da pandemia de gripe chinesa.

Há exatos 22 dias eram notificados os 10 primeiros casos de infecção pelo novo coronavírus no reino ibérico – e estavam marcadas manifestações públicas a serem realizadas dia 08 de março – principal data do calendário feminista internacional.

Assim como no Brasil – em relação às passeatas organizadas por correligionários do presidente Jair Bolsonaro – na Espanha também houve discussão pública em torno da manutenção ou não dos manifestos feministas. A decisão do governo foi pela realização das marchas. E assim como no Brasil, a decisão de manter e apoiar os protestos tem sido razão de críticas e de ações legais contra o mandatário executivo.

O El Independente informa que foram pelo menos 76 passeatas na região de Madri, 120 mil pessoas teriam se amontoado em torno da Praça da Espanha, na capital do país. Entre os 120 mil feministas, estavam a esposa do Presidente do Governo da Espanha e a Ministra da Igualdade. Ambas tiveram diagnóstico confirmado de infecção pela nova cepa do coronavírus, dias após a passeata.

Segundo o mesmo veículo, um membro da equipe de Isabel Díaz Ayuso (presidente da Comunidade de Madri, algo como o cargo brasileiro de “governador”) acusou o governo espanhol de ter ocultado dados epidemiológicos a fim de evitar “preocupações” quanto aos eventos de 08 de março.

O reino conta hoje – 22 de março de 2020 – com mais de 28 500 casos confirmados de infecção e mais de 1 700 de óbitos relacionados à nova cepa do vírus, disseminada a partir da China para todo o planeta nos últimos meses. Espanha e Itália são os dois países europeus com situação mais crítica em relação à pandemia.

PRESIDENTE FOI DENUNCIADO AO JUDICIÁRIO

O Presidente do Governo da Espanha Pedro Sanches – além de 18 representantes do Poder Executivo em diversas províncias – foi denunciado no dia 19, por prevaricação, ao poder judiciário espanhol.

O advogado Víctor Valladares, autor da petição, argumenta que a União Europeia – da qual a Espanha é um membro – já havia recomendado aos Estados membros – através de um relatório do Centro Europeu de Controle e Prevenção de Doenças – que emitissem medidas individuais de distanciamento social e que considerassem o cancelamento de comícios em massa em casos excepcionais, quando houvesse alguma disseminação local de coronavírus.

Outros estados europeus, como a Alemanha, ordenaram o cancelamento das manifestações feministas, mas o representante do Ministério da Saúde espanhol destacado para coordenar o controle da pandemia (que já havia determinado cancelamento de outros eventos, como uma maratona em Barcelona) disse que as passeatas de 8 de março poderiam ser mantidas, pois não se esperava grande aglomeração de pessoas nas zonas de risco.


jair-bolsonaro-aperta-mao-apoiadores-brasilia
À direita, Bolsonaro cumprimenta correligionários em protesto convocado em apoio ao governo.

 

8m
À esquerda, Begoña Gomes é mulher do Presidente de Governo espanhol e teve resultado positivo para o novo coronavírus 6 dias depois do evento em apoio ao feminismo.

Na Espanha, o chefe do executivo só pode ser julgado pela Suprema Corte, para onde a ação impetrada por Valladares deve ser distribuída. A Espanha tinha 114 casos de coronavirus em 02 de março (quando a UE pronunciou a resolução) e 580 na data comemorativa feminista. No dia 14 de março já eram 6 319, de acordo com a denúncia: o país onde o surto mais cresceu durante o período.

No Brasil, diversos pedidos de impeachment contra Jair Bolsonaro foram protocolados com justificativa semelhante: o apoio do presidente à convocação de passeatas nacionais em favor dele próprio.


#apeloparaviver  Considere colaborar com o tratamento médico de JOSIVAL JOÃO DE OLIVEIRA: saiba mais clicando aqui


 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s