LESBOCÍDIO: contra a censura, mais informação

As professoras da Universidade Federal do Rio de Janeiro responsáveis pelo projeto de pesquisa LESBOCÍDIO: AS HISTÓRIAS QUE NINGUÉM CONTA tentam, por todos os meios judiciais possíveis, impedir que eu continue contando as histórias do referido projeto de pesquisa. Primeiro, assim que comecei a contar tudo o que sabia - usando como fonte os próprios…

Disputa sobre LESBOCÍDIO vai parar na justiça criminal

O caso contra as pesquisadoras da Universidade Federal do Rio de Janeiro responsáveis pelo projeto de pesquisa "Lesbocídio: as histórias que ninguém conta" ganhou novas nuances após a queda - por decisão da meritíssima juíza de direito Márcia Quaresma - da página "Quem a homotransfobia não matou hoje?". Nos últimos dias, fui alvo de denúncia…

Socióloga lota EMERJ para falar sobre lesbocídio

A intelectual e professora da UFRJ Suane Felippe Soares, uma das principais especialistas em lesbocídio do Brasil, foi o nome central na palestra intitulada LESBOCÍDIO: VIOLÊNCIA INVISÍVEL, apresentada ontem à noite, dia 05 do 01 de 2019, na Emerj - Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro​. A socióloga foi responsável pela elaboração…

[ATUALIZAÇÃO] Quem a homotransfobia não matou hoje? bloqueado

Retificando a informação passada anteriormente: a retirada do conteúdo de Quem a homotransfobia não matou hoje? por parte do Facebook foi resultado de determinação judicial concedida pelo TJRJ e não de decisão autônoma da empresa.A determinação foi feita diretamente ao Facebook, que havia se negado a cumpri-la de uma primeira feita, mas acatou desta vez.O…

O Lattes de Debora Diniz (parte 2)

Como expliquei na primeira parte desta série, meu interesse pelo Lattes da intelectual Debora Diniz nasceu do convite, direcionado pela intelectual ao escritor Olavo de Carvalho, para a realização de um debate sobre a questão do aborto, escrito em tom auto-referente e com grande destaque para a supostamente elogiável produção acadêmica da moça. Olavo não…

Socióloga especialista em gênero explica o medo de voltar ao Brasil: lesbocídio e Bolsonaro estão entre os motivos

Uma jovem socióloga paraense entrevistada pelo Diário do Centro do Mundo explica que não pretende voltar ao Brasil. A moça não é identificada na matéria e há apenas uma foto dela de costas para a câmera, mas o jornalista Willy Delvalle informa que ela está fazendo mestrado em Sociologia de Gênero na França. Ela afirma que…

Violência entre parceiros íntimos: por que as lésbicas não são exceção?

Não há dúvida de que ocorre violência praticada por parceiros íntimos entre as lésbicas. As evidências indicam que pode ser tão prevalente quanto entre os heterossexuais e que uma gama completa de tipos de violência ocorre, incluindo abuso verbal, psicológico, físico e sexual. Carolyn M. West (2002) Lesbian Intimate Partner Violence, Journal of Lesbian Studies, 6:1,…

Diga a verdade sobre feminicídio: tenha problemas com quem vive de mentiras

[ CLIQUE AQUI E CONSIDERE ASSINAR ESTE ABAIXO-ASSINADO EM APOIO A PIETRA, FEITO EM RESPOSTA AO ABAIXO-ASSINADO PEDINDO A EXONERAÇÃO DELA, QUE ESTÁ SENDO DIVULGADO POR FEMINISTAS REVOLTADOS COM SUAS IDEIAS ] Pietra Bertolazzi arranjou um problemão. A moça é coordenadora de um projeto social do Governo do Estado de São Paulo: formada em design de moda, ex-DJ,…